Theme Support

Unordered List

Recent Posts

Page Rank


PageRank

Otimizando o Windows XP

Neste artigo você aprenderá algumas dicas e macetes para deixar seu Windows XP mais rápido. É importante ressaltar que, antes de começar a fazer as modificações, você esteja com um sistema limpo e livre de vírus, spywares e demais ameaças. Se não estiver, por favor, providencie isso antes de começar a seguir os passos, que vão do básico até o avançado. Preste bem atenção para não errar os passos da parte 2 em diante, pois são mais complexos.
1ª Parte
Colocando o Windows nos trilhos corretos
Nesta parte, você irá “recuperar” seu Windows para colocá-lo novamente em forma antes de realizar as modificações. Caso você esteja com ele recém formatado, ignore esta parte.
Limpe o registro, usando o programa MV RegClean;
Faça a desfragmentação do HD;
Utilize o programa CCleaner e faça uma limpa no PC. Aprenda a usá-lo aqui;
Mantenha seu Windows atualizado;
Providencie a instalação de todos os drivers originais de IDE, vídeo, som, etc. Não utilize os drivers “genéricos” que vem com o Windows;
Faça regularmente backup de seus documentos importantes.
2ª Parte
Desativando “frescuras” - visual
Umas das mais conhecidas configurações, mas ainda desconhecidas por muitos e que não poderia deixar de ser lembrada, são as configurações visuais. Em um computador com placa de vídeo fraca, pouca memória e processador lento, será necessário usar o tema clássico do Windows. Em um computador um pouco melhor, mas ainda modesto, é tolerável utilizar outros temas, desde que desativando outros pequenos efeitos.
Clique em Painel de Controle, Sistema, Avançado, Desempenho, Configurações e selecione Ajustar para obter um melhor desempenho, se seu computador for fraco; para computadores médios em que você decida manter os temas ativados, marque a opção Personalizar e, nos campos abaixo, selecione apenas as seguintes opções:
Usar estilos visuais em janelas e botões;
Usar fontes de tela com cantos arredondados;
Usar sombras subjacentes para rótulos de ícones na área de trabalho.

Desativando “frescuras” - sons
Vá em Painel de Controle, Sons e dispositivos de áudio, vá na aba Sons, clique nos seguintes itens e selecione nenhum:
Iniciar o Windows;
Logon do Windows;
Maximizar;
Minimizar;
Restaurar acima;
Restaurar abaixo;
Sair do Windows.
Desativando a indexação
O serviço de indexação serve para agilizar as pesquisas de arquivos, principalmente em grande escala. Entretanto, além de serem raras estas “grandes pesquisas” na maioria dos usuários domésticos, acabam por diminuir o desempenho do PC. Se você não faz pesquisas regularmente no HD, desative o serviço de indexação.
Para desativá-lo, no Explorer, clique com o botão direito numa partição (C:, por exemplo), e clique em Propriedades. Na janela que surge, na primeira aba (Geral), desmarque a opção Indexar disco para agilizar pesquisa de arquivo“. Se tiver mais de uma partição, repita a operação em todas.
Diminuindo o espaço em disco da Lixeira
Caso você não trabalhe com documentos importantes, ou ainda, prefira já deletar de uma vez um arquivo usando Shift + Delete, diminua o espaço em disco reservado à Lixeira. Para tal, clique com o botão direito na Lixeira e vá em Propriedades. Lá, marque a opção Usar a mesma configuração para todas as unidades e, na barra Tamanho máximo da ‘Lixeira’, mude o valor de 10% para 2%.
Pastas
Agilize a abertura de pastas do computador, mudando-as para pastas clássicas. Além disso, evite que cada pasta se abra em uma nova janela ocupando mais memória. Para tal, abra o Explorer, clique em Ferramentas, e entre em Opções de pasta… Na primeira aba (Geral), selecione as opções Usar pastas clássicas do Windows e Abrir pastas na mesma janela.
Diminua o espaço dos arquivos temporários
Diminua o tamanho do cache do seu navegador. Um cache grande ocupa muito espaço no HD, e contribui para fragmentá-lo.
No Internet Explorer, clique em Ferramentas e entre em Opções da Internet. Na primeira aba (Geral), no box Arquivos de Internet Temporários, clique em Configurações, e na janela que surge, na barra Espaço em disco a ser usado, deixe um valor não superior a 100 MB (25 MB recomendado).
No Firefox, digite about:config na barra de endereços e dê Enter. Na página que se abre, no campo Localizar nome, escreva browser.cache.disk.capacity e dê Enter. Dê um clique duplo no único item que sobrar, e na caixa de diálogo que surge, escreva um valor inferior a 100000, ou seja, 100 MB (recomendação: 25000, ou seja, 25 MB).
No Opera, entre no menu Ferramentas, e clique em Preferências… Lá, clique na aba Avançado, e na barra à esquerda, clique em Histórico. Do lado direito, o valor a ser modificado é Cache de disco. Novamente, a recomendação é 25 MB.
Organize o Menu Iniciar
Crie pastas para organizar seus ícones e atalhos, de modo a facilitar o carregamento. Por exemplo, se você tem Windows Media Player, Winamp e JetAudio, crie a pasta “Áudio/Vídeo” com os atalhos dos três programas.

Diminua o número de atalhos
Apague o máximo número possível de atalhos na área de trabalho e quick launch (inicialização rápida). Após apagá-los, faça uma limpeza no registro.
Desative a Hibernação
Não usa a Hibernação? Não sabe sequer o que é ela? Então desative-a. Entre no Painel de Controle, Opções de energia, vá até a aba Hibernar e desmarque a opção Ativar hibernação. Aplique e dê ok.
3ª Parte
Inicialização mais rápida (desativando Canais IDE)
Para agilizar a inicialização, podemos desligar a detecção dos canais IDE que não estão sendo usados. É um procedimento seguro e reversível.
Atenção: quando você for instalar um outro HD, leitor de CD/DVD, for mudá-los de canal, você precisará antes reativar os canais e reiniciar o computador. Se você utiliza chipset nForce com driver instalado talvez não seja possível efetuar esta dica devido as alterações que o driver faz na janela das propriedades de sistema.
Para desativar a detecção dos canais IDE, entre em Painel de Controle, vá em Sistema, selecione Hardware e entre no Gerenciador de Dispositivos. Em Controladores IDE, selecione Canal IDE Primário, vá em Propriedades, e na aba Configurações Avançadas observe os canais, e apenas no dispositivo que estiver marcado Modo de transferência atual não aplicável, mude a caixa Tipo de dispositivo de Automático para Nenhum. O outro que estiver PIO ou Ultra DMA, mantenha como Automático. Faça o mesmo procedimento com o Canal IDE Secundário

Desativando tempo de procura por sistema operacional
Se você só utiliza o Windows XP, e mais nenhum, você pode desativar o tempo da pesquisa por sistema. Volte em Painel de Controle, Sistema, selecione Avançado, Inicialização e Recuperação, escolha Configurações e desmarque Tempo para exibir sistemas operacionais.
Inserindo Cache L2 falso ou verdadeiro
Neste procedimento, você poderá inserir o seu cache L2 no registro para que o Windows não utilize o HAL. Isto resulta em uma diminuição do tempo de boot, pois o Windows não pesquisaria mais o seu L2. Em alguns casos, especialmente com processadores Athlon XP, parece que mentir seu Cache L2, inserindo mais do que você tem (de duas a quatro vezes mais), aumenta a velocidade do computador em geral. Para descobrir seu cache L2, baixe o CPU-Z. Descompacte o arquivo, abra o cpuz.exe, e veja a quantidade de cache L2.

Em seguida, vá ao Executar…, digite regedit.exe, dê Ok. Entre, no menu esquerdo, em HKEY_LOCAL_MACHINE \ SYSTEM \ CurrentControlSet \ Control \ Session Manager \ Memory Management. Procure pelo valor SecondLevelDataCache no lado direito da janela, e dê um duplo clique nele. Na janela que se abre marque a opção Decimal e, em Value Data, digite o valor de cache L2 encontrado pelo CPU-Z ou um número maior (não exagere tanto; se quiser tentar enganar o Windows e colocar mais do que você tem, coloque no máximo 1024 a 2048 de L2 caso seu computador tenha menos que isso, e veja se dá resultado).

Desfragmentando o boot
O Windows desfragmenta os arquivos de boot automaticamente de 3 em 3 dias quando o computador está ocioso. Entretanto, se você é um heavy user e não deixa seu computador ocioso, é interessante fazer o processo manualmente. Para isso, digite, no Executar…, defrag c: -b, e aguarde a janela fechar.
Menu Iniciar mais rápido
Muita atenção para editar corretamente. Digite regedit.exe no Executar…, e dê Enter. Entre em HKEY_CURRENT_USER \ control panel \ desktop, localize a chave MenuShowDelay, clique com botão direito, selecione modificar e troque o valor que estiver (geralmente 400) para 100 ou 50. Se não houver do lado direito uma chave chamada MenuShowDelay, clique com botão direito em um espaço em branco, selecione Novo, Valor de sequência, nomeie-o como MenuShowDelay, e modifique colocando os valores supraditos.
Esta dica agiliza apenas o usuário que estiver aberto. Para agilizar todos, logue-se nos outros usuários e aplique a mesma.
Desativando Serviços
Por padrão o Windows vem com todos os serviços ativados, mas é quase impossível achar alguém que use todos os serviços. Como alguns serviços como os relacionados à conexão são necessários para uns e desnecessários para outros, procurarei colocar aqui apenas serviços que em qualquer computador possam ser desabilitados sem trazer maiores problemas. Novamente lembro que o processo é reversível
Clique em Iniciar, vá no Executar…, digite services.msc e dê Enter. Em seguida, clique com botão direito em um dos itens abaixo, entre em Propriedades e selecione tipo de inicialização Desativado. Confira-os:
Mensageiro: recomendável desativar. É utilizado por spywares e sites para enviarem mensagens falsas em sua tela;
Telnet: recomendável desativar. Serve para se conectarem a seu computador. Não desative apenas se você utilizar sistemas de área de trabalho remoto;
Alertas: recomendável desativar. Em regra, não tem utilidade para o usuário doméstico. Serve para exibir alertas administrativos;
Temas: opcional. Se você não utiliza deskmods, e apenas utiliza a interface clássica do Windows, desative este serviço. Quando quiser utilizar, reative colocando-o como automático. Também desative se no segundo passo deste artigo você utilizou o “Melhor desempenho” nas configurações de sistema;
Ajuda e suporte: opcional. Desative apenas se você não usa, como ocorre na maioria dos casos, ou ainda se usa raramente, coloque em modo Manual;
Central de Segurança: opcional. Se você se achar capaz de verificar o status de seus softwares de segurança sem ela, desative;
Área de armazenamento: recomendável desativar. Não desative apenas se você utiliza recursos de área de trabalho remoto, desktop remoto, entre outros;
Compartilharmento remoto da área de trabalho do NetMeeting: recomendável desativar, pois nunca vi alguém usar NetMeeting ou esse recurso. Entretanto, se você faz parte deste pouco número de pessoas que utiliza, não desative;
Registro Remoto: recomendável desativar. Desativando aumentará sua segurança e velocidade. Mantenha ativado apenas se você utilizar desktop remoto;
Spooler de impressão: opcional. Se você não utiliza impressora, coloque em manual. Isto economiza até 4MB de ram;
Serviço de Descoberta UPnP: Recomendável desativar caso você use uma rede só para compartilhar internet ou sequer use rede. Aumenta a segurança, porém, caso você esteja em uma rede, compartilharmento de impressoras, arquivos, podem deixar de funcionar
Sistema de Alimentação Initerrupta: desabilite caso não utilize um no-break.
4ª Parte
Dicas de comportamento, programas e manutenção
Para deixar o seu computador com máximo desempenho, procure mantê-lo limpo, executar softwaresadequados à potência e sistema dele, e mantenha o hardware em bom estado. Quando falo de hardware, refiro-me às voltagens de sua fonte que devem estar em ordem, e as temperaturas de todo seu computador, seja HD, gabinete, processador. Elas interferem no desempenho e durabilidade.
No caso de computadores fracos, é interessante substituir programas pesados por outros mais leves.
Áudio
No quesito áudio, podemos utilizar o foobar2000 ou o Media Player 2 que vem com o Windows, mas este segundo apresenta poucas funções. De qualquer jeito, para abri-lo, digite, no Executar…: C:\arquivos de programas\windows media player\mplayer2.exe (trocando o C:\ quando necessário).
Vídeo/DVD
No caso de Vídeo, podemos utilizar o Media Player Classic ou o VLC em computadores mais antigos.
Antivírus
Dos antivírus que conheço, destacam-se por leveza eTrust, AntiVir, AVG e NOD32. Dos pesados, o mais falado hoje em dia é o Norton AntiVirus. Realmente este antivírus é muito pesado, não que isso seja um fator para desqualificá-lo, até porque ele é um bom antivírus, mas para computadores antigos realmente a perda de desempenho é notável. O antivírus Kaspersky também vem se apresentando pesado quando instalado, mas o mesmo tem um sistema que o torna leve depois de alguns dias de uso, fazendo com que não escaneie novamente arquivos limpos. Para sentir se o antivírus está pesando muito em seu computador, experimente desativá-lo e verificar qual foi a mudança de desempenho.
Firewall
Dos firewalls de terceiros, em leveza e eficiência um que recomendo é o Outpost PRO, o extinto Sygate e também o Kerio. O ZoneAlarm é bom também, mas já é mais pesado. O mais leve de todos é o Windows Firewall, mas não permite um controle dos programas que utilizam a internet.
Messenger
Um programa que vem aumentando seu peso consideravelmente é o MSN/Windows Live Messenger. Se este estiver interferindo muito no computador, experimente utilizar uma versão mais antiga, ou uma semelhante, como o miranda ou aMSN.
Imagem
Se desejar usar um visualizador de imagens de terceiros, um leve é o IrfanView.
Programas para “otimizar” memória
Muito cuidado com estes programas. A não ser que você precise liberar memória para abrir algum programa como Virtual PC, é melhor não usá-los, pois eles movem o que está na memória física para a paginação, deixando o computador mais lento ao invés de otimizar seu desempenho, na maioria dos casos.

Windows XP ‘Light’
Publicado em 13/11/2004, na(s) categoria(s) Artigos, por Rodrigo P. Ghedin.
Segundo a Microsoft, a configuração mínima para rodar o Windows XP é um processador de 233 MHz e 64 Mb de memória. Ok, agora pare e tente lembrar se você já viu algum PC com essas características rodando o referido sistema… A maioria das pessoas respondeu “nenhum”! Ocorre que os elementos visuais do Windows XP são demasiadamente pesados e, pior, vêm todos ativados por padrão. Além disso, há outras opções desnecessárias que só fazem o sistema pesar mais. Neste artigo, faremos uma verdadeira dieta no Windows XP, desabilitando toda e qualquer opção que influencie diretamente na velocidade do sistema. Sinceramente não sei se, com essas mudanças, será possível rodá-lo na configuração tida como mínima pela Microsoft, por não dispor de um PC com ela para testar; entretanto, garanto que haverá um ganho de performance considerável, independente do PC usado.
Deskmod, não!
O deskmod, prática que consiste em mudar e/ou incrementar a área de trabalho, embora seja muito legal e apreciada pela maioria de nós, é um veneno para minar o desempenho geral da máquina. Programas abertos consomem mais memória, gráficos mais elaborados exigem mais da placa de vídeo, e todo este conjunto faz sofrer o processador. Então, a primeira providência a ser tomada é eliminar qualquer resquício de deskmod que exista no Windows.
Vamos começar pelo grosso: programas! StyleXP, Samurize, Rainlendar, Y’z (todos), enfim, qualquer programa de deskmod deverá ser desinstalado. Isso economizará uma grande quantidade de memória, e deixará sua placa de vídeo “respirar” melhor.
A seguir, iremos abolir o papel de parede. Apesar de que nos PCs atuais ele não faça muita diferença, nos antigos é uma tortura maximizar/minimizar uma janela, devido ao tamanho do papel de parede. O caminho para tirá-lo é o seguinte: botão direito no desktop, clique em Propriedades; na janela que se abre, clique na aba Área de trabalho. Em Plano de fundo, selecione a opção (Nenhum). Por fim, clique em Ok. Você pode mudar a cor de fundo do desktop navegando até a aba Aparência desta mesma janela, clicando no botão Avançada e, na nova janela que se abre, selecionando sua cor predileta.
ertifique-se também de não usar proteções de tela demasiadamente pesadas. Use aquela normal (Windows XP), ou então desabilite este recurso (recomendado!). Tudo isso pode ser configurado nas Propriedades de Vídeo, aba Proteção de tela.
Para terminar esta parte, habilite o tema clássico do Windows. Nas Propriedades de Vídeo (janela a que me referi nos parágrafos anteriores), logo na primeira aba, Temas, escolha a opção Tema clássico do Windows e clique em Ok.
Desabilitando efeitos especiais
A interface do Windows XP, como já foi dito, traz inúmeros efeitos que embelezam o ambiente de trabalho, mas comprometem o desempenho. O que faremos agora é desabilitar todos, sem exceção. Para começar a faxina, comecemos pelas Propriedades de Vídeo; lá, navegue até a aba Aparência, e clique no botão Efeitos… Configure as opções desta janela como na figura abaixo:
Só uma nota: o método Clear Type, embora seja recomendado para melhorar a visualização da imagem em monitores LCD (de cristal líquido), tem um efeito muito bom em monitores CRT. Ative a opção e veja a diferença.
Nosso próximo passo é eliminar mais efeitos visuais. Vá até as Propriedades do sistema (botão direito no Meu Computador, clique em Propriedades), e entre na aba Avançado. Logo na primeira tela da janela que abriu-se, clique no botão Configurações da primeira caixa (Desempenho). Na nova janela, marque a opção Ajustar para obter um melhor desempenho. Dê Ok e pronto!
No Explorer, vá até o menu Ferramentas, e entre em Opções de pasta. Na primeira tela, em Tarefas, marque a opção Usar pastas clássicas do Windows. Dê Ok, vá ao menu Exibir, acione a opção Barra de status, e marque também a opção Detalhes. A seguir, volte às Opções de pasta, entre na aba Modo de Exibição e clique no botão Aplicar a todas as pastas.
Vamos agora dar uma ajeitada no Menu Iniciar. Clique com o botão direito nele e vá até Propriedades. Na primeira tela, configure-a assim:
Em seguida, navegue até a aba Menu ‘Iniciar’. Embora o Menu Iniciar normal seja recomendado, e de fato seja superior, neste tutorial especificamente recomendarei a adoção do Menu Iniciar Clássico. Como este artigo de destina a computadores de baixo desempenho, nestes casos o Menu Iniciar normal é mais pesado, sim. Selecionando o clássico, clique no botão Personalizar… que se acende. Na parte baixa da nova janela (Opções avançadas do Menu ‘Iniciar’), quanto menos itens estiverem selecionados, melhor! Trate de deixar apenas os vitais; tudo que for irrelevante, desmarque. Dê Ok, e confira seu novo Menu Iniciar.
Uma ajuda de peso: Tweak UI
Para quem não conhece, o Tweak UI é o membro mais ilustre da “mini-família” de softwares para Windows XP pela Microsoft denominada PowerToys. Ele é um utilitário que permite ao usuário alterar diversas configurações antes ocultas do Windows XP. Iremos agora aos pontos principais no que se refere à economia de recursos do sistema. Para facilitar a demonstração de quais opções ativar ou não, as explicações de cada opção será dada na mesma ordem que está no programa. Só faça as mudanças citadas abaixo; o que não for comentado, deixe como está.
General: desmarque todas as opções;
Explorer: desmarque a opção Allow Recent Documents on Start Menu;
Explorer, Thumbnails: Em Image Quality, mova a barrinha para Low;
Taskbar: desmarque as opções Enable balloon tips e Warn when low on disk space;
Desktop: Só deixe o que você achar necessário (sugestão: só o Meu Computador);
Templates: Aqui a regra é a seguinte: quanto menos, melhor! Sugestão: deixe somente o Bloco de Notas.
Agora dê um Ok e sinta a diferença!
Menu Iniciar organizado
Cada programa instalado no Windows adiciona atalhos no Menu Iniciar, que facilita o acesso à documentação, extras e ao próprio programa. Cada programa cria uma pasta no Menu Iniciar, o que vai inflando-o, ficando este cada vez maior e mais pesado. Vamos aprender agora a organizar o Menu Iniciar, processo qual nos trará dois benefícios: maior organização e conseqüente facilidade em encontrar o que se procura, e mais velocidade de abertura do menu em computadores lentos.
O Menu Iniciar é composto por duas pastas, uma pública, compartilhada (All Users), presente em todas as contas, e outra particular, específica de cada conta. Veja o caminho delas no Explorer:
Pública / compartilhadaC:\Documents and Settings\All Users\Menu Iniciar\Programas
ParticularC:\Documents and Settings\[usuário]\Menu Iniciar\Programas
Se somente você usa o computador, ou então queira compartilhar o mesmo menu com os outros usuários, concentre-se na pasta All Users. Caso contrário, será preciso deixar esta pasta vazia (com exceção das pastas Acessórios e Ferramentas administrativas), e concentrar-se em cada pasta particular. Neste artigo, vamos supor que o menu será compartilhado por todos os usuários; então, fiquemos na pasta All Users.
Antes de começarmos, veja um exemplo de Menu Iniciar organizado:
De inicio, crie pastas que discriminem certo tipo de programa (dentro da All Users). Alguns exemplos: Internet, Utilitários, Multimídia etc. Nestas pastas ficaram os atalhos dos programas.
Para terminar, navegue pelas pastas que foram criadas pelos programas durante a instalação, copie o atalho principal para uma das pastas criadas, e delete a do programa. Veja a imagem abaixo para se localizar melhor:
Repita este processo com todos os programas presentes no Menu Iniciar.
Dieta na inicialização
Alguns programas, visando a comodidade, iniciam junto com o Windows. Isto faz com que o carregamento do sistema demore mais que o normal. Logicamente, alguns programas têm que abrir junto com o Windows, como é o caso do anti vírus. Mas outros, como comunicadores instantâneos (ICQ, MSN Messenger etc.) são totalmente dispensáveis, afinal de contas, você não os usará assim que ligar o PC (pelo menos a maioria age assim). Há duas maneiras de remover estes programas da inicialização: configurando para que isto não aconteça diretamente nas opções dos programas, ou mexendo no msconfig.exe. A desvantagem do primeiro método é que nem sempre os programas dão ao usuário esta faculdade de decisão. Portanto, iremos aprender a maneira mais fácil e rápida, pelo Utilitário de configuração do sistema.
Para entrar nesta aplicação, vá ao Menu Iniciar, clique em Executar…, e digite “msconfig.exe” (sem aspas); dê Ok e uma janela abrirá. Nesta janela há várias abas, com algumas possibilidades de personalização. Sem delongas, vamos ao que nos interessa, a aba Inicializar. Nesta, há três colunas: Item de inicialização, que é o nome do programa/aplicação, Comando, que é o que o próprio nome diz, o comando que o Windows utiliza para iniciá-lo, e Local, que refere-se ao lugar onde determinado arquivo/programa está.
Alguns programas você identifica pela coluna Comando, pois ali se encontra, na maior parte das vezes, o caminho do atalho do software. Tente desmarcar o máximo de itens possível; só reforçando, o único que deve ser deixado com certeza é o anti vírus; ademais, todos podem ser dispensáveis, dependendo apenas de você.
Dicas gerais
Algumas considerações antes de terminarmos. Procure alternativas a softwares pesados, porém essenciais. Quer um exemplo? Ao invés de usar o MSN Messenger e/ou ICQ, prefira o Miranda-IM, que além de ser infinitamente mais leve que aqueles, tem uma ampla gama de recursos e suporta ambos protocolos.
Faça diagnósticos e reparos periódicos no Windows, como desfragmentação, limpeza do registro, de arquivos obsoletos, entre outros. Na subseção Manutenção, em Downloads, há diversos softwares que ajudam a manter seu Windows XP em forma.
Use as dicas do artigo Windows XP mais rápido. São ajustes no registro que deixam o Windows XP mais esperto e, conseqüentemente, mais rápido.
Conclusão
O Windows XP emagrece alguns quilos depois destes procedimentos. Não sei se, mesmo com todas estas dicas, PCs com requisitos mínimos serão capazes de rodar o sistema; se não forem, é melhor a Microsoft rever seus conceitos, pois, mais leve que isso, só usando o DOS.

Conclusão
Com estas rápidas dicas, que não envolveram o uso de muitos softwares e foram praticamente todas manuais, é possível obter uma boa melhora no desempenho do Windows XP, mesmo em computadores fracos.
Se você tiver outras dicas, mande para mim por e-mail que atualizarei o tutorial quando possível.

Otimizando o Windows XP

Neste artigo você aprenderá algumas dicas e macetes para deixar seu Windows XP mais rápido. É importante ressaltar que, antes de começar a fazer as modificações, você esteja com um sistema limpo e livre de vírus, spywares e demais ameaças. Se não estiver, por favor, providencie isso antes de começar a seguir os passos, que vão do básico até o avançado. Preste bem atenção para não errar os passos da parte 2 em diante, pois são mais complexos.
1ª Parte
Colocando o Windows nos trilhos corretos
Nesta parte, você irá “recuperar” seu Windows para colocá-lo novamente em forma antes de realizar as modificações. Caso você esteja com ele recém formatado, ignore esta parte.
Limpe o registro, usando o programa MV RegClean;
Faça a desfragmentação do HD;
Utilize o programa CCleaner e faça uma limpa no PC. Aprenda a usá-lo aqui;
Mantenha seu Windows atualizado;
Providencie a instalação de todos os drivers originais de IDE, vídeo, som, etc. Não utilize os drivers “genéricos” que vem com o Windows;
Faça regularmente backup de seus documentos importantes.
2ª Parte
Desativando “frescuras” - visual
Umas das mais conhecidas configurações, mas ainda desconhecidas por muitos e que não poderia deixar de ser lembrada, são as configurações visuais. Em um computador com placa de vídeo fraca, pouca memória e processador lento, será necessário usar o tema clássico do Windows. Em um computador um pouco melhor, mas ainda modesto, é tolerável utilizar outros temas, desde que desativando outros pequenos efeitos.
Clique em Painel de Controle, Sistema, Avançado, Desempenho, Configurações e selecione Ajustar para obter um melhor desempenho, se seu computador for fraco; para computadores médios em que você decida manter os temas ativados, marque a opção Personalizar e, nos campos abaixo, selecione apenas as seguintes opções:
Usar estilos visuais em janelas e botões;
Usar fontes de tela com cantos arredondados;
Usar sombras subjacentes para rótulos de ícones na área de trabalho.

Desativando “frescuras” - sons
Vá em Painel de Controle, Sons e dispositivos de áudio, vá na aba Sons, clique nos seguintes itens e selecione nenhum:
Iniciar o Windows;
Logon do Windows;
Maximizar;
Minimizar;
Restaurar acima;
Restaurar abaixo;
Sair do Windows.
Desativando a indexação
O serviço de indexação serve para agilizar as pesquisas de arquivos, principalmente em grande escala. Entretanto, além de serem raras estas “grandes pesquisas” na maioria dos usuários domésticos, acabam por diminuir o desempenho do PC. Se você não faz pesquisas regularmente no HD, desative o serviço de indexação.
Para desativá-lo, no Explorer, clique com o botão direito numa partição (C:, por exemplo), e clique em Propriedades. Na janela que surge, na primeira aba (Geral), desmarque a opção Indexar disco para agilizar pesquisa de arquivo“. Se tiver mais de uma partição, repita a operação em todas.
Diminuindo o espaço em disco da Lixeira
Caso você não trabalhe com documentos importantes, ou ainda, prefira já deletar de uma vez um arquivo usando Shift + Delete, diminua o espaço em disco reservado à Lixeira. Para tal, clique com o botão direito na Lixeira e vá em Propriedades. Lá, marque a opção Usar a mesma configuração para todas as unidades e, na barra Tamanho máximo da ‘Lixeira’, mude o valor de 10% para 2%.
Pastas
Agilize a abertura de pastas do computador, mudando-as para pastas clássicas. Além disso, evite que cada pasta se abra em uma nova janela ocupando mais memória. Para tal, abra o Explorer, clique em Ferramentas, e entre em Opções de pasta… Na primeira aba (Geral), selecione as opções Usar pastas clássicas do Windows e Abrir pastas na mesma janela.
Diminua o espaço dos arquivos temporários
Diminua o tamanho do cache do seu navegador. Um cache grande ocupa muito espaço no HD, e contribui para fragmentá-lo.
No Internet Explorer, clique em Ferramentas e entre em Opções da Internet. Na primeira aba (Geral), no box Arquivos de Internet Temporários, clique em Configurações, e na janela que surge, na barra Espaço em disco a ser usado, deixe um valor não superior a 100 MB (25 MB recomendado).
No Firefox, digite about:config na barra de endereços e dê Enter. Na página que se abre, no campo Localizar nome, escreva browser.cache.disk.capacity e dê Enter. Dê um clique duplo no único item que sobrar, e na caixa de diálogo que surge, escreva um valor inferior a 100000, ou seja, 100 MB (recomendação: 25000, ou seja, 25 MB).
No Opera, entre no menu Ferramentas, e clique em Preferências… Lá, clique na aba Avançado, e na barra à esquerda, clique em Histórico. Do lado direito, o valor a ser modificado é Cache de disco. Novamente, a recomendação é 25 MB.
Organize o Menu Iniciar
Crie pastas para organizar seus ícones e atalhos, de modo a facilitar o carregamento. Por exemplo, se você tem Windows Media Player, Winamp e JetAudio, crie a pasta “Áudio/Vídeo” com os atalhos dos três programas.

Diminua o número de atalhos
Apague o máximo número possível de atalhos na área de trabalho e quick launch (inicialização rápida). Após apagá-los, faça uma limpeza no registro.
Desative a Hibernação
Não usa a Hibernação? Não sabe sequer o que é ela? Então desative-a. Entre no Painel de Controle, Opções de energia, vá até a aba Hibernar e desmarque a opção Ativar hibernação. Aplique e dê ok.
3ª Parte
Inicialização mais rápida (desativando Canais IDE)
Para agilizar a inicialização, podemos desligar a detecção dos canais IDE que não estão sendo usados. É um procedimento seguro e reversível.
Atenção: quando você for instalar um outro HD, leitor de CD/DVD, for mudá-los de canal, você precisará antes reativar os canais e reiniciar o computador. Se você utiliza chipset nForce com driver instalado talvez não seja possível efetuar esta dica devido as alterações que o driver faz na janela das propriedades de sistema.
Para desativar a detecção dos canais IDE, entre em Painel de Controle, vá em Sistema, selecione Hardware e entre no Gerenciador de Dispositivos. Em Controladores IDE, selecione Canal IDE Primário, vá em Propriedades, e na aba Configurações Avançadas observe os canais, e apenas no dispositivo que estiver marcado Modo de transferência atual não aplicável, mude a caixa Tipo de dispositivo de Automático para Nenhum. O outro que estiver PIO ou Ultra DMA, mantenha como Automático. Faça o mesmo procedimento com o Canal IDE Secundário

Desativando tempo de procura por sistema operacional
Se você só utiliza o Windows XP, e mais nenhum, você pode desativar o tempo da pesquisa por sistema. Volte em Painel de Controle, Sistema, selecione Avançado, Inicialização e Recuperação, escolha Configurações e desmarque Tempo para exibir sistemas operacionais.
Inserindo Cache L2 falso ou verdadeiro
Neste procedimento, você poderá inserir o seu cache L2 no registro para que o Windows não utilize o HAL. Isto resulta em uma diminuição do tempo de boot, pois o Windows não pesquisaria mais o seu L2. Em alguns casos, especialmente com processadores Athlon XP, parece que mentir seu Cache L2, inserindo mais do que você tem (de duas a quatro vezes mais), aumenta a velocidade do computador em geral. Para descobrir seu cache L2, baixe o CPU-Z. Descompacte o arquivo, abra o cpuz.exe, e veja a quantidade de cache L2.

Em seguida, vá ao Executar…, digite regedit.exe, dê Ok. Entre, no menu esquerdo, em HKEY_LOCAL_MACHINE \ SYSTEM \ CurrentControlSet \ Control \ Session Manager \ Memory Management. Procure pelo valor SecondLevelDataCache no lado direito da janela, e dê um duplo clique nele. Na janela que se abre marque a opção Decimal e, em Value Data, digite o valor de cache L2 encontrado pelo CPU-Z ou um número maior (não exagere tanto; se quiser tentar enganar o Windows e colocar mais do que você tem, coloque no máximo 1024 a 2048 de L2 caso seu computador tenha menos que isso, e veja se dá resultado).

Desfragmentando o boot
O Windows desfragmenta os arquivos de boot automaticamente de 3 em 3 dias quando o computador está ocioso. Entretanto, se você é um heavy user e não deixa seu computador ocioso, é interessante fazer o processo manualmente. Para isso, digite, no Executar…, defrag c: -b, e aguarde a janela fechar.
Menu Iniciar mais rápido
Muita atenção para editar corretamente. Digite regedit.exe no Executar…, e dê Enter. Entre em HKEY_CURRENT_USER \ control panel \ desktop, localize a chave MenuShowDelay, clique com botão direito, selecione modificar e troque o valor que estiver (geralmente 400) para 100 ou 50. Se não houver do lado direito uma chave chamada MenuShowDelay, clique com botão direito em um espaço em branco, selecione Novo, Valor de sequência, nomeie-o como MenuShowDelay, e modifique colocando os valores supraditos.
Esta dica agiliza apenas o usuário que estiver aberto. Para agilizar todos, logue-se nos outros usuários e aplique a mesma.
Desativando Serviços
Por padrão o Windows vem com todos os serviços ativados, mas é quase impossível achar alguém que use todos os serviços. Como alguns serviços como os relacionados à conexão são necessários para uns e desnecessários para outros, procurarei colocar aqui apenas serviços que em qualquer computador possam ser desabilitados sem trazer maiores problemas. Novamente lembro que o processo é reversível
Clique em Iniciar, vá no Executar…, digite services.msc e dê Enter. Em seguida, clique com botão direito em um dos itens abaixo, entre em Propriedades e selecione tipo de inicialização Desativado. Confira-os:
Mensageiro: recomendável desativar. É utilizado por spywares e sites para enviarem mensagens falsas em sua tela;
Telnet: recomendável desativar. Serve para se conectarem a seu computador. Não desative apenas se você utilizar sistemas de área de trabalho remoto;
Alertas: recomendável desativar. Em regra, não tem utilidade para o usuário doméstico. Serve para exibir alertas administrativos;
Temas: opcional. Se você não utiliza deskmods, e apenas utiliza a interface clássica do Windows, desative este serviço. Quando quiser utilizar, reative colocando-o como automático. Também desative se no segundo passo deste artigo você utilizou o “Melhor desempenho” nas configurações de sistema;
Ajuda e suporte: opcional. Desative apenas se você não usa, como ocorre na maioria dos casos, ou ainda se usa raramente, coloque em modo Manual;
Central de Segurança: opcional. Se você se achar capaz de verificar o status de seus softwares de segurança sem ela, desative;
Área de armazenamento: recomendável desativar. Não desative apenas se você utiliza recursos de área de trabalho remoto, desktop remoto, entre outros;
Compartilharmento remoto da área de trabalho do NetMeeting: recomendável desativar, pois nunca vi alguém usar NetMeeting ou esse recurso. Entretanto, se você faz parte deste pouco número de pessoas que utiliza, não desative;
Registro Remoto: recomendável desativar. Desativando aumentará sua segurança e velocidade. Mantenha ativado apenas se você utilizar desktop remoto;
Spooler de impressão: opcional. Se você não utiliza impressora, coloque em manual. Isto economiza até 4MB de ram;
Serviço de Descoberta UPnP: Recomendável desativar caso você use uma rede só para compartilhar internet ou sequer use rede. Aumenta a segurança, porém, caso você esteja em uma rede, compartilharmento de impressoras, arquivos, podem deixar de funcionar
Sistema de Alimentação Initerrupta: desabilite caso não utilize um no-break.
4ª Parte
Dicas de comportamento, programas e manutenção
Para deixar o seu computador com máximo desempenho, procure mantê-lo limpo, executar softwaresadequados à potência e sistema dele, e mantenha o hardware em bom estado. Quando falo de hardware, refiro-me às voltagens de sua fonte que devem estar em ordem, e as temperaturas de todo seu computador, seja HD, gabinete, processador. Elas interferem no desempenho e durabilidade.
No caso de computadores fracos, é interessante substituir programas pesados por outros mais leves.
Áudio
No quesito áudio, podemos utilizar o foobar2000 ou o Media Player 2 que vem com o Windows, mas este segundo apresenta poucas funções. De qualquer jeito, para abri-lo, digite, no Executar…: C:\arquivos de programas\windows media player\mplayer2.exe (trocando o C:\ quando necessário).
Vídeo/DVD
No caso de Vídeo, podemos utilizar o Media Player Classic ou o VLC em computadores mais antigos.
Antivírus
Dos antivírus que conheço, destacam-se por leveza eTrust, AntiVir, AVG e NOD32. Dos pesados, o mais falado hoje em dia é o Norton AntiVirus. Realmente este antivírus é muito pesado, não que isso seja um fator para desqualificá-lo, até porque ele é um bom antivírus, mas para computadores antigos realmente a perda de desempenho é notável. O antivírus Kaspersky também vem se apresentando pesado quando instalado, mas o mesmo tem um sistema que o torna leve depois de alguns dias de uso, fazendo com que não escaneie novamente arquivos limpos. Para sentir se o antivírus está pesando muito em seu computador, experimente desativá-lo e verificar qual foi a mudança de desempenho.
Firewall
Dos firewalls de terceiros, em leveza e eficiência um que recomendo é o Outpost PRO, o extinto Sygate e também o Kerio. O ZoneAlarm é bom também, mas já é mais pesado. O mais leve de todos é o Windows Firewall, mas não permite um controle dos programas que utilizam a internet.
Messenger
Um programa que vem aumentando seu peso consideravelmente é o MSN/Windows Live Messenger. Se este estiver interferindo muito no computador, experimente utilizar uma versão mais antiga, ou uma semelhante, como o miranda ou aMSN.
Imagem
Se desejar usar um visualizador de imagens de terceiros, um leve é o IrfanView.
Programas para “otimizar” memória
Muito cuidado com estes programas. A não ser que você precise liberar memória para abrir algum programa como Virtual PC, é melhor não usá-los, pois eles movem o que está na memória física para a paginação, deixando o computador mais lento ao invés de otimizar seu desempenho, na maioria dos casos.

Windows XP ‘Light’
Publicado em 13/11/2004, na(s) categoria(s) Artigos, por Rodrigo P. Ghedin.
Segundo a Microsoft, a configuração mínima para rodar o Windows XP é um processador de 233 MHz e 64 Mb de memória. Ok, agora pare e tente lembrar se você já viu algum PC com essas características rodando o referido sistema… A maioria das pessoas respondeu “nenhum”! Ocorre que os elementos visuais do Windows XP são demasiadamente pesados e, pior, vêm todos ativados por padrão. Além disso, há outras opções desnecessárias que só fazem o sistema pesar mais. Neste artigo, faremos uma verdadeira dieta no Windows XP, desabilitando toda e qualquer opção que influencie diretamente na velocidade do sistema. Sinceramente não sei se, com essas mudanças, será possível rodá-lo na configuração tida como mínima pela Microsoft, por não dispor de um PC com ela para testar; entretanto, garanto que haverá um ganho de performance considerável, independente do PC usado.
Deskmod, não!
O deskmod, prática que consiste em mudar e/ou incrementar a área de trabalho, embora seja muito legal e apreciada pela maioria de nós, é um veneno para minar o desempenho geral da máquina. Programas abertos consomem mais memória, gráficos mais elaborados exigem mais da placa de vídeo, e todo este conjunto faz sofrer o processador. Então, a primeira providência a ser tomada é eliminar qualquer resquício de deskmod que exista no Windows.
Vamos começar pelo grosso: programas! StyleXP, Samurize, Rainlendar, Y’z (todos), enfim, qualquer programa de deskmod deverá ser desinstalado. Isso economizará uma grande quantidade de memória, e deixará sua placa de vídeo “respirar” melhor.
A seguir, iremos abolir o papel de parede. Apesar de que nos PCs atuais ele não faça muita diferença, nos antigos é uma tortura maximizar/minimizar uma janela, devido ao tamanho do papel de parede. O caminho para tirá-lo é o seguinte: botão direito no desktop, clique em Propriedades; na janela que se abre, clique na aba Área de trabalho. Em Plano de fundo, selecione a opção (Nenhum). Por fim, clique em Ok. Você pode mudar a cor de fundo do desktop navegando até a aba Aparência desta mesma janela, clicando no botão Avançada e, na nova janela que se abre, selecionando sua cor predileta.
ertifique-se também de não usar proteções de tela demasiadamente pesadas. Use aquela normal (Windows XP), ou então desabilite este recurso (recomendado!). Tudo isso pode ser configurado nas Propriedades de Vídeo, aba Proteção de tela.
Para terminar esta parte, habilite o tema clássico do Windows. Nas Propriedades de Vídeo (janela a que me referi nos parágrafos anteriores), logo na primeira aba, Temas, escolha a opção Tema clássico do Windows e clique em Ok.
Desabilitando efeitos especiais
A interface do Windows XP, como já foi dito, traz inúmeros efeitos que embelezam o ambiente de trabalho, mas comprometem o desempenho. O que faremos agora é desabilitar todos, sem exceção. Para começar a faxina, comecemos pelas Propriedades de Vídeo; lá, navegue até a aba Aparência, e clique no botão Efeitos… Configure as opções desta janela como na figura abaixo:
Só uma nota: o método Clear Type, embora seja recomendado para melhorar a visualização da imagem em monitores LCD (de cristal líquido), tem um efeito muito bom em monitores CRT. Ative a opção e veja a diferença.
Nosso próximo passo é eliminar mais efeitos visuais. Vá até as Propriedades do sistema (botão direito no Meu Computador, clique em Propriedades), e entre na aba Avançado. Logo na primeira tela da janela que abriu-se, clique no botão Configurações da primeira caixa (Desempenho). Na nova janela, marque a opção Ajustar para obter um melhor desempenho. Dê Ok e pronto!
No Explorer, vá até o menu Ferramentas, e entre em Opções de pasta. Na primeira tela, em Tarefas, marque a opção Usar pastas clássicas do Windows. Dê Ok, vá ao menu Exibir, acione a opção Barra de status, e marque também a opção Detalhes. A seguir, volte às Opções de pasta, entre na aba Modo de Exibição e clique no botão Aplicar a todas as pastas.
Vamos agora dar uma ajeitada no Menu Iniciar. Clique com o botão direito nele e vá até Propriedades. Na primeira tela, configure-a assim:
Em seguida, navegue até a aba Menu ‘Iniciar’. Embora o Menu Iniciar normal seja recomendado, e de fato seja superior, neste tutorial especificamente recomendarei a adoção do Menu Iniciar Clássico. Como este artigo de destina a computadores de baixo desempenho, nestes casos o Menu Iniciar normal é mais pesado, sim. Selecionando o clássico, clique no botão Personalizar… que se acende. Na parte baixa da nova janela (Opções avançadas do Menu ‘Iniciar’), quanto menos itens estiverem selecionados, melhor! Trate de deixar apenas os vitais; tudo que for irrelevante, desmarque. Dê Ok, e confira seu novo Menu Iniciar.
Uma ajuda de peso: Tweak UI
Para quem não conhece, o Tweak UI é o membro mais ilustre da “mini-família” de softwares para Windows XP pela Microsoft denominada PowerToys. Ele é um utilitário que permite ao usuário alterar diversas configurações antes ocultas do Windows XP. Iremos agora aos pontos principais no que se refere à economia de recursos do sistema. Para facilitar a demonstração de quais opções ativar ou não, as explicações de cada opção será dada na mesma ordem que está no programa. Só faça as mudanças citadas abaixo; o que não for comentado, deixe como está.
General: desmarque todas as opções;
Explorer: desmarque a opção Allow Recent Documents on Start Menu;
Explorer, Thumbnails: Em Image Quality, mova a barrinha para Low;
Taskbar: desmarque as opções Enable balloon tips e Warn when low on disk space;
Desktop: Só deixe o que você achar necessário (sugestão: só o Meu Computador);
Templates: Aqui a regra é a seguinte: quanto menos, melhor! Sugestão: deixe somente o Bloco de Notas.
Agora dê um Ok e sinta a diferença!
Menu Iniciar organizado
Cada programa instalado no Windows adiciona atalhos no Menu Iniciar, que facilita o acesso à documentação, extras e ao próprio programa. Cada programa cria uma pasta no Menu Iniciar, o que vai inflando-o, ficando este cada vez maior e mais pesado. Vamos aprender agora a organizar o Menu Iniciar, processo qual nos trará dois benefícios: maior organização e conseqüente facilidade em encontrar o que se procura, e mais velocidade de abertura do menu em computadores lentos.
O Menu Iniciar é composto por duas pastas, uma pública, compartilhada (All Users), presente em todas as contas, e outra particular, específica de cada conta. Veja o caminho delas no Explorer:
Pública / compartilhadaC:\Documents and Settings\All Users\Menu Iniciar\Programas
ParticularC:\Documents and Settings\[usuário]\Menu Iniciar\Programas
Se somente você usa o computador, ou então queira compartilhar o mesmo menu com os outros usuários, concentre-se na pasta All Users. Caso contrário, será preciso deixar esta pasta vazia (com exceção das pastas Acessórios e Ferramentas administrativas), e concentrar-se em cada pasta particular. Neste artigo, vamos supor que o menu será compartilhado por todos os usuários; então, fiquemos na pasta All Users.
Antes de começarmos, veja um exemplo de Menu Iniciar organizado:
De inicio, crie pastas que discriminem certo tipo de programa (dentro da All Users). Alguns exemplos: Internet, Utilitários, Multimídia etc. Nestas pastas ficaram os atalhos dos programas.
Para terminar, navegue pelas pastas que foram criadas pelos programas durante a instalação, copie o atalho principal para uma das pastas criadas, e delete a do programa. Veja a imagem abaixo para se localizar melhor:
Repita este processo com todos os programas presentes no Menu Iniciar.
Dieta na inicialização
Alguns programas, visando a comodidade, iniciam junto com o Windows. Isto faz com que o carregamento do sistema demore mais que o normal. Logicamente, alguns programas têm que abrir junto com o Windows, como é o caso do anti vírus. Mas outros, como comunicadores instantâneos (ICQ, MSN Messenger etc.) são totalmente dispensáveis, afinal de contas, você não os usará assim que ligar o PC (pelo menos a maioria age assim). Há duas maneiras de remover estes programas da inicialização: configurando para que isto não aconteça diretamente nas opções dos programas, ou mexendo no msconfig.exe. A desvantagem do primeiro método é que nem sempre os programas dão ao usuário esta faculdade de decisão. Portanto, iremos aprender a maneira mais fácil e rápida, pelo Utilitário de configuração do sistema.
Para entrar nesta aplicação, vá ao Menu Iniciar, clique em Executar…, e digite “msconfig.exe” (sem aspas); dê Ok e uma janela abrirá. Nesta janela há várias abas, com algumas possibilidades de personalização. Sem delongas, vamos ao que nos interessa, a aba Inicializar. Nesta, há três colunas: Item de inicialização, que é o nome do programa/aplicação, Comando, que é o que o próprio nome diz, o comando que o Windows utiliza para iniciá-lo, e Local, que refere-se ao lugar onde determinado arquivo/programa está.
Alguns programas você identifica pela coluna Comando, pois ali se encontra, na maior parte das vezes, o caminho do atalho do software. Tente desmarcar o máximo de itens possível; só reforçando, o único que deve ser deixado com certeza é o anti vírus; ademais, todos podem ser dispensáveis, dependendo apenas de você.
Dicas gerais
Algumas considerações antes de terminarmos. Procure alternativas a softwares pesados, porém essenciais. Quer um exemplo? Ao invés de usar o MSN Messenger e/ou ICQ, prefira o Miranda-IM, que além de ser infinitamente mais leve que aqueles, tem uma ampla gama de recursos e suporta ambos protocolos.
Faça diagnósticos e reparos periódicos no Windows, como desfragmentação, limpeza do registro, de arquivos obsoletos, entre outros. Na subseção Manutenção, em Downloads, há diversos softwares que ajudam a manter seu Windows XP em forma.
Use as dicas do artigo Windows XP mais rápido. São ajustes no registro que deixam o Windows XP mais esperto e, conseqüentemente, mais rápido.
Conclusão
O Windows XP emagrece alguns quilos depois destes procedimentos. Não sei se, mesmo com todas estas dicas, PCs com requisitos mínimos serão capazes de rodar o sistema; se não forem, é melhor a Microsoft rever seus conceitos, pois, mais leve que isso, só usando o DOS.

Conclusão
Com estas rápidas dicas, que não envolveram o uso de muitos softwares e foram praticamente todas manuais, é possível obter uma boa melhora no desempenho do Windows XP, mesmo em computadores fracos.
Se você tiver outras dicas, mande para mim por e-mail que atualizarei o tutorial quando possível.

←  Anterior Proxima  → Inicio

Total de visualizações

Seguidores